Um estudo realizado por pesquisadores das universidades de Harvard e Louisville, nos EUA, aponta que impressoras a laser podem emitir materiais particulados que aumentam o risco cardíaco de seus usuários. Isto acontece porque o toner, ao esquentar durante a impressão, emite nanopartículas em níveis considerados alarmantes.